01/05/2021 às 09h15min - Atualizada em 01/05/2021 às 09h15min

Abrabar recorre à Câmara para garantir bares sem cozinha até 21h em Curitiba

Entidade reforça ao presidente Tico Kusma que já existem duas frentes de discussões sobre este tema na Casa de Leis

Clic Paraná
Ronildo Pimentel
Em recente encontro recente, representantes da Abrabar (Fábio Aguayo), Abrasel (Nelson Goulart e Luciano Bartolomeu) e do SindiAbrabar, com o presidente Gustavo Grassi com vereadores de Curitiba Foto: Abrabar/Divulgação
A Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar) recorreu à Câmara de Vereadores para garantir a abertura dos bares e casas noturnas sem cozinha até às 21h em Curitiba. Como a bandeira laranja foi prorrogada por mais 14 dias, estes estabelecimentos não podem exercer as atividades por que não tem alvará de restaurante e lanchonete.

Ao presidente Tico Kusma, a entidade lista pedidos para a categoria voltar a trabalhar e lembra que na Casa de Leis, já existem duas discussões avançadas sobre o funcionamento de bares e casas noturnas e o retorno das casas de eventos. A Câmara tem sido muito atenciosa, especialmente com nossos colaboradores, diz o presidente Fábio Aguayo.

No ofício, o mesmo encaminhado ao prefeito e outros órgãos de Curitiba, a Abrabar pede a flexibilização da bandeira laranja, especialmente com os bares sem cozinha. "Não achamos justo a nova bandeira não sincronizar com o decreto estadual que liberou a atividade das 10h às 23h. O ideal é que funcionasse até às 23h, como todo Paraná, mas se isto for empecilho, aceitamos até às 21h", diz.

A entidade recorreu aos vereadores por entender que o legislativo é um palco importante para discutir o futuro do setor durante e após a pandemia Covid-19. "A nova Mesa Diretora, com sensibilidade incrível, tem tentando trazer os debates sobre a importância de nossas atividades econômicas no desenvolvimento de Curitiba e região metropolitana", ressalta. 

Os vereadores Tico Kusma, Alexandre Leprevost e Flávia Francischini, respectivamente presidente, vice-presidente e primeira-secretária, tem representado a importância do Turismo e da Gastronomia na economia e na geração de empregos é renda. "Estes posicionamentos tem contado com apoio da maioria dos parlamentares", completa Aguayo.

Alvará extraordinário e sugestões
O presidente da Abrabar lembra que no último dia 20, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aprovou projeto que concede autorização extraordinária para que bares e casas noturnas funcionem como lanchonetes e restaurantes durante a pandemia. O parecer favorável do vereador Marcelo Fachinello aprovado por unanimidade, credecia o projeto para votação em plenário.

Na quarta (28), os vereadores aprovaram cinco sugestões à prefeitura, de medidas para ativar a economia e recuperar segmentos mais impactados pela pandemia. A lista inclui reabertura dos empreendimentos destinados a eventos sociais, como casas de festas, recepções e buffets infantis com lotação de até 50% da capacidade, limitada a 100 pessoas.

Assinam o pedido os vereadores Alexandre Leprevost, Denian Couto, Flavia Francischini, Marcelo Fachinello e Nori Seto. Mauro Ignácio, autor de indicação semelhante aprovada última semana, defendeu a medida argumentando os negócios geram empregos e impostos.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...