15/09/2020 às 07h43min - Atualizada em 15/09/2020 às 07h43min

Fim da reeleição no Executivo ganha destaque no Congresso

Líderes de 15 dos 24 partidos representados na Câmara Federal e no Senado apoiam a solicitação

Clic Paraná
Pedro Ribeiro
Presidente Jair Bolsonaro

O fim da reeleição no Executivo volta a ser lembrado e causa frissom no Congresso Nacional. Em 2018, durante campanha à Presidência da República, o então candidato Jair Bolsonaro pediu o fim da reeleição e parece que o próprio esqueceu do requerimento encaminhado ao Congresso Nacional e está em plena campanha à reeleição no Palácio do Planalto.

Líderes de 15 dos 24 partidos representados na Câmara Federal e no Senado apoiam a solicitação, segundo levantamento do Estadão/Broadcast.
O assunto, é claro esquecido por Jair Bolsonaro, voltou a ganhar força depois que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, admitiu, em artigo publicado no Estadão, ter errado ao dar aval à medida, que lhe permitiu ficar oito anos no poder.


Uma proposta de emenda à Constituição (PEC) para proibir a recondução de presidentes, governadores e prefeitos foi apresentada na semana passada pelo deputado Alessandro Molon (RJ), líder do PSB.

Para ser aprovada, uma PEC precisa de 308 votos na Câmara e 49 no Senado. Segundo o Estadão, a bancada dos 15 partidos cujos líderes apoiam a medida não chegam a tanto. Ao todo, eles representam 302 deputados e 40 senadores. Alguns líderes ponderam também que, apesar de pessoalmente favoráveis ao fim da reeeleição. A questão não está fechada e ainda precisaria ser discutida internamente nos partidos.


O “toma lá, da cá” para continuar no poder é justamente um dos problemas apontados pelo senador Jorginho Melo (PL-SC), líder da sigla no Senado, ao defender o fim da reeleição. “Hoje, o prefeito senta na cadeira, cria uma secretaria, dá um carguinho para o partido lá. Muitas vezes ele não queria fazer aquilo, mas faz, pensando na reeleição”, disse ele.

Esse mesmo toma lá, dá cá”, do qual o presidente Jair Bolsonaro está participando para ganhar apoio no Congresso Nacional com o objetivo de que seja salvo de um possível impeachment, deverá ser reforçado para que se mantenha a reeleição.
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...