27/07/2020 às 08h29min - Atualizada em 27/07/2020 às 08h29min

Em encontro de formalização da Executiva Municipal, Mulheres Republicanas também levantaram a possibilidade de ter uma pré-candidata à Prefeita de Cascavel

Ódina Silva, esposa de Renato Silva, presidente da Executiva Municipal do Republicanos, fez questão de participar da reunião

Clic Paraná
Assessoria
Ódina Silva, esposa de Renato Silva, "“Estou feliz, porque estou livremente aceitando participar."

Nesta quarta-feira, dia 23 de julho, as Mulheres Republicanas de Cascavel se reuniram para formalizar sua Executiva Municipal. O objetivo é avançar na construção de programas e projetos que valorizem a mulher em Cascavel, e também fortalecer as ações para as eleições de 2020. O grupo anseia a eleição de, pelo menos, uma mulher para a Câmara Municipal, e inclusive discutiu a possibilidade de uma pré-candidata a prefeita.

 

Beth Leal, pré-candidata à vereadora pelo Republicanos, fala da importância das mulheres participarem da política. “É muito bom ver as mulheres se reunindo para discutir o futuro de Cascavel. Todos nós temos o sonho de ver nossa cidade cada vez melhor, ainda mais hospitaleira, e com a diminuição dos problemas sociais. As Mulheres Republicanas, a partir de hoje, tem formalizada sua Executiva Municipal, que deve desenvolver uma série de projetos. Também será um espaço para a discussão desse momento que estamos vivendo. Aliás, em meio a nossa primeira reunião, surgiu a ideia de lançarmos uma mulher como pré-candidata à Prefeita de Cascavel. Porque não? Vamos levar isso para a Executiva Municipal do partido”.

 

Para Cleucir Bebiazi, é importante a participação da mulher não só na política, mas em todos os seguimentos. “Esse grupo veio para preparar mulheres de valores para conquistar e ocupar esses espaços na nossa cidade. E existe, sim, a possibilidade de indicação de mulheres para cargos majoritários, como é o caso para prefeita. Existe um anseio neste grupo de debater esse projeto. É importante termos essa discussão”.

 

De acordo com Marizete Cardoso, está mais do que na hora das mulheres evidenciarem sua força: “Eu acredito que está na hora das mulheres mostrarem porque estamos aqui. Não podemos nos calar. Precisamos mostrar que podemos, e podemos muito. O Republicanos veio para isso, para mostrar que nós, mulheres,  podemos fazer a diferença. Cascavel pode ter certeza disso”.

 

A união do grupo é um dos pontos destacados por Eleda Merelim. “Nós estamos engajadas em muitas bandeiras femininas, especialmente a questão da violência contra a mulher. Além disso, temos mulheres muito fortes, com muito potencial para fazer algo diferente pelo município. Temos uma união muito grande e essa força de vontade para mudar. Temos que mostrar que a mulher tem poder. É inadmissível uma cidade como a nossa, ter tão pouca representatividade na política”.

 

Gilvana Rigo explica que essa movimentação rompe com posicionamentos conservadores. “A gente vem de uma sociedade, de uma cultura, que a mulher deve ficar em casa, cuidando do filho, do marido, da casa, mas o lugar da mulher é onde ela quiser estar, seja na politica, na educação, etc. E eu acredito que o Republicanos vem para somar neste quesito. Nos abre essas portas, para expor nossas ideias e seguir adiante na busca de mudanças, inclusive na política”.

 

Ódina Silva, esposa de Renato Silva, presidente da Executiva Municipal do Republicanos, fez questão de participar da reunião. “Estou feliz, porque estou livremente aceitando participar. É isso importante. Estamos livres para fazer um trabalho diferenciado. Mostrar nossas competências. A mulher tem muita capacidade de fazer a diferença na sociedade. Então, o Republicanos veio para isso, para abrir essa porta para a mulher que quer fazer diferença, que quer faz melhor, que quer fazer a politica mais transparente. Livres, conscientes, com a cabeça no lugar, e com um foco, que é fazer parte da politica de maneira diferenciada”.



 

Renato Silva é um apoiador da iniciativa e acredita que o grupo tem muito a contribuir para a cidade de Cascavel. “Eu quero muito, sim, que as mulheres se envolvam na política, com todas as suas forças. E elas são muito fortes. Fico muito feliz em ver, nascendo no seio do partido, essa possibilidade de discutirmos uma candidatura própria”.



 

 

Notícias Relacionadas »
Comentários »
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...