25/07/2020 às 14h01min - Atualizada em 25/07/2020 às 14h01min

Não reeleja prefeitos e vereadores que não fizeram seu dever de casa no combate à dengue, virou assunto de entrevista

O entrevistado é Denilson Lehn, ex-presidente da Federação Brasileira das Associações de Controle de Vetores e Pragas

Clic Paraná
Zaqueu Luz
Denilson Lehn, ex-presidente da Federação Brasileira das Associações de Controle de Vetores e Pragas em entrevista ao jornalista Zaqueu Luz.

Clic e assista à íntegra da entrevista

 
O especialista no Controle de Vetores e Pragas Denilson Lehn, concedeu entrevista ao portal de notícias Clic Paraná, onde esclareceu dúvidas dos internautas e enfatizou a importância e cuidado que a população deve ter no sentido de não reeleger gestores públicos que deixaram de fazer o dever de casa no combate à dengue. Denilson disse ainda que os vereadores tem o dever de fiscalizar e cobrar o executivo, por esse motivo não devem ser reeleitos também, onde tenha acontecido omissão do gestor.  


Em recente matéria publicada no site Pragas e Eventos e Bem Paraná, o Paraná vê pior ano epidemiológico em casos e mortes por dengue.

A Secretaria de Estado da Saúde finaliza o período sazonal 2019/2020 de monitoramento da dengue com a publicação de boletim epidemiológico, nesta terça-feira (14). O Estado fecha o ciclo de 12 meses com 227.724 casos e 177 mortes confirmadas. Foi o pior ano em se tratando de casos e mortes no Estado.

O acompanhamento de julho 2019 a julho 2020 publicou 43 boletins epidemiológicos, com registros de casos confirmados, notificados, óbitos e análises sobre os índices da doença nas regiões e cada município do Estado.

Em relação aos óbitos por dengue o aumento em relação ao boletim do período anterior é de cerca de 80%. Entre 2018/2019 foram 22 óbitos e agora são 177 mortes provocadas por dengue.

Desde o início do período, a Secretaria da Saúde já alertava para a possibilidade de aumento expressivo de casos devido ao novo sorotipo da doença, o Den-2, que até então não circulava no Estado. O fluxo do subtipo diferente fez com que as pessoas infectadas evoluíssem para formas mais graves da dengue.

Apesar do encerramento do período sazonal, a Secretaria da Saúde informa que a consolidação de dados de 2019/2020 será feita no mês de novembro junto com o fechamento das informações do Sistema de Informações de Agravos de Notificação (Sinan), do Ministério da Saúde.

De acordo com o Secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, “A doença segue como uma das maiores preocupações do Estado”, disse o secretário da Saúde, Beto Preto. Os números do ano epidemiológico ficaram altos altos, mas não significa que acabou. Existe uma epidemia de dengue e por isso a Secretaria da Saúde reforça o apelo para a que população fique atenta.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...