03/03/2020 às 14h59min - Atualizada em 03/03/2020 às 14h59min

Justiça condena Vitório Revers (PSDB) por ato de improbidade administrativa

Vitório Revers foi condenado a suspensão dos direitos políticos pelo prazo de quatro anos e multa equivalente a quinze vezes o valor recebido no cargo de Secretário

Clic Paraná
Zaqueu Luz
Secretário Vitório Revers - Foto: Facebook
O Juiz de Direito VITOR TOFFOLI atendendo ao pedido do MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ, condenou o secretário Vitório Revers a suspensão dos direitos políticos pelo prazo de quatro anos e multa equivalente a quinze vezes o valor do subsídio recebido no cargo de Secretário de Administração Municipal entre 2017 e 2020.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, no início de 2017 recebeu comunicação informando que Vitório, enquanto Secretário de Administração do Município de Quedas do Iguaçu/PR e Diretor Presidente da Rádio Municipal FM 92,5, órgão integrante da Fundação Cultural municipal, encontrava-se fazendo uso inadequado do canal público de comunicação em seu programa semanal, já que veiculando ataques a quaisquer pessoas que de alguma forma se contrapusessem aos interesses da gestão.

O Ex-secretário e ex-prefeito Vitório, é marido da ex-prefeita Marlene Revers, que conhecidentemente foi cassada pela Câmara Municipal no ano passado, também em processo administrativo.  

Revers havia anunciado sua pré-candidatura à prefeito pelo PSDB, mas sua situação ficou agravada com a condenação judicial, uma vez que se tornou inelegível. 

Clic e veja à integra da decisão judicial












FONTE: Projudi do Tribunal de Justiça do Paraná.

 
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...