07/08/2019 às 08h03min - Atualizada em 07/08/2019 às 08h03min

Câmara cassa mandato de Prefeita de Quedas do Iguaçu, Marlene Revers por crime de infração político-administrativa

Nove vereadores acompanharam o parecer final do relator no denominado processo "Compra dos Bolos"

Clic Paraná
Redação
Parecer pela cassação do mandato da prefeita Marlene Revers — Foto: Facebook/Reprodução

A Câmara de Vereadores de Quedas do Iguaçu, nesta terça-feira, (06) cassou  por 9 votos, contra 1, o mandato da prefeita, Marlene Revers.  Três vereadores se abstiveram de votar, OSNY SOARES, SANTA FÉ e MARISETE PIASECK, ambos da base da prefeita.

O empresário e vice-prefeito Anelso Ubialli deverá ser convocado pela Câmara para assumir o Poder Executivo, cadeira deixada pela ex-prefeita Marlene Revers. De acordo com a Câmara Municipal, Ele deve ser empossado durante essa semana, a posse, deverá ocorrer nesta sexta.

A sessão, teve início na manhã desta terça-feira, e proseguiu até as 23h00, momento em que a cassação foi proclamada pelo presidente da Câmara, vereador Eleandro da Silva (Eleandro da Saúde).


ENTENDA O PROCESSO DE CASSAÇÃO

A denúncia, de crime de infração político-administrativa, foi realizada pelo cidadão quedense Heliton Pimentel, que culminou na decisão do plenário da Câmara.

Marlene Revers tentou uma liminar na Justiça para impedir a sessão de julgamento que levou à sua cassação. Seu advogado havia impetrado mandado de segurança, para que fosse dada ‘continuidade à exceção de suspeição proposta em face da defesa’.


Marlene Revers foi afastada das funções na noite desta terça-feira , 06/08 no âmbito da Comissão Processante dos Bolos, A investigação apurou fraude na compra de bolos, corrupção ativa e passiva, e associação criminosa na gestão de Marlene Revers.

 

 
 

LEIA NA INTEGRA A SUMULA DO DECRETO LEGISLATIVO


 

 

Notícias Relacionadas »
Comentários »
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...