28/07/2019 às 11h23min - Atualizada em 28/07/2019 às 11h23min

Cris ‘Cyborg’ vence no UFC 240 e reafirma desejo por revanche com Amanda Nunes

Ao melhor estilo ‘Cyborg’, a atleta iniciou o combate partindo com tudo para cima da lutadora da casa, que aguentou bem a pressão inicial da brasileira e tentou travar o combate na grade

Clic Paraná
Ag. Fight
© 2019 Jeff Bottari/Zuffa LLC EDMONTON, ALBERTA - JULY 27: Cris Cyborg of Brazil celebrates after her victory over Felicia Spencer of Canada in their featherweight bout during the UFC 240 event at Rogers Place on July 27, 2019 in Edmonton, Alberta, Canada
No 'co-main event' do UFC 240, realizado neste sábado (27), em Edmonton (CAN), Cris ‘Cyborg’ venceu Felicia Spencer por decisão unânime. A ex-campeã do peso-pena (66 kg) feminino, que disputou sua última luta no contrato com a organização, reafirmou após o combate que espera por uma revanche contra Amanda Nunes.
 

Cris ‘Cyborg’ perdeu a invencibilidade de mais de 12 anos ao ser derrotada por Amanda Nunes no dia 29 de dezembro de 2018, naquele que foi apenas o seu segundo revés na carreira. A lutadora retornou ao octógono para realizar o último compromisso de seu contrato com o UFC, e, apesar de a canadense ter resistido bastante aos seus ataques, conseguiu triunfar de forma clara.

Sem a renovação contratual acertada, Cris afirmou, ainda no octógono, que deixará a negociação nas mãos de seu empresário, mas garantiu que quer uma chance de recuperar seu título contra a compatriota.

Potência e resistência

Ao melhor estilo ‘Cyborg’, a atleta iniciou o combate partindo com tudo para cima da lutadora da casa, que aguentou bem a pressão inicial da brasileira e tentou travar o combate na grade. Após se desvencilhar, a paranaense, com um corte no rosto proveniente de uma cotovelada, voltou a dominar o centro do octógono.

Com enorme poder de absorção de golpes, Spencer seguiu lutando inteligentemente, ao buscar a luta agarrada para cansar a brasileira. A ex-campeã aproveitou o momento em que o combate foi para o chão para aplicar duros golpes no ground and pound. Raçuda, ‘FeeNom’ conseguiu levantar e reiniciar a luta em pé, onde continuou levando a pior.

A atleta da academia ‘Chute Boxe’, provavelmente ciente de sua vantagem no combate, diminuiu o ritmo até a metade do terceiro assalto. Com boas combinações, Cris balançou a rival, que seguiu impressionando com sua resiliência e aguentou até o fim.

Teve até knockdown duplo

Em duelo de pesos-meio-médios (77 kg), Geoff Neal venceu Niko Price por nocaute técnico. ‘Handz of Steel’ mostrou o porquê de seu apelido ao machucar o oponente no ground and pound e obrigar o árbitro a finalizar o confronto no segundo assalto, conquistando seu quarto triunfo seguido no evento.

Uma situação pouco comum foi vista no primeiro round. Ambos os lutadores acertaram golpes ao mesmo tempo, provocando um knockdown duplo. Depois do intervalo, uma verdadeira briga começou, com os atletas aceitando a trocação franca. Neal conseguiu levar a luta para o solo e, com socos potentes no ground and pound, conquistou a vitória via nocaute técnico.

Jovem promessa vence em luta estratégica

Lutador mais jovem do card do UFC 240, Arman Tsarukyan derrotou Olivier Aubin-Mercier por decisão unânime dos juízes. O peso-leve (70 kg), que vinha de derrota na sua estreia pela organização, utilizou seu wrestling para ser superior durante grande parte do combate.

Nascido na Armênia, o atleta dominou o primeiro round ao forçar a luta agarrada na grade do octógono, não permitindo a movimentação do canadense. Mais confortável no segundo assalto, ‘The Canadian Gangster’ conseguiu fugir do jogo de curta distância do adversário e acertou bons golpes, incluindo uma potente joelhada de encontro.

Inteligente, Tsakuryan aproveitou um deslize de Aubin-Mercier ao tentar uma queda e, estrategicamente, trabalhou no ground and pound até o final do último período.

Polonês engata segundo triunfo consecutivo

Na primeira luta do card principal do UFC 240, Krzystof Jotko triunfou sobre Marc-Andre Barriault na decisão dividida dos jurados. Em recuperação na organização, Jotko logrou sua segunda vitória seguida após amargar uma sequência negativa de três reveses na liga.

Após um primeiro round equilibrado entre os pesos-médios (84 kg), o polonês conseguiu impor melhor seu ritmo no segundo. Sob algumas vaias do público, o último assalto seguiu no mesmo ritmo. Com ambos cansados, Barriault tentava mostrar serviço muito mais na raça do que na técnica. Porém, a inteligência e estratégia de Jotko foram suficientes para lhe garantir a vitória por decisão dividida.

Acompanhe os resultados do UFC 240:

Pena feminino (66 kg) | Cris ‘Cyborg’ Justino venceu Felicia Spencer por decisão unânime;

Meio-médio (77 kg) | Geoff Neal venceu Niko Price por nocaute técnico;

Leve (70 kg) | Arman Tsarukyan venceu Olivier Aubin-Mercier por decisão unânime;

Médio (84 kg) | Krzystof Jotko venceu Marc-Andre Barriault por decisão dividida;

Mosca feminino (57 kg) | Viviane Araújo venceu Alexis Davis por decisão unânime;

Pena (66 kg) | Hakeem Dawodu venceu Yoshinori Horie por nocaute técnico;

Pena (66 kg) | Gavin Tucker venceu Sung Woo Choi por finalização;

Mosca (57 kg) | Deiveson Figueiredo venceu Alexandre Figueiredo por decisão unânime;

Mosca feminino (57 kg) | Gillian Robertson venceu Sarah Frota por nocaute técnico;

Meio-médio(77 kg) | Erik Koch venceu Kyle Stewart por decisão unânime.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...