01/02/2018 às 21h22min - Atualizada em 01/02/2018 às 21h22min

Entidades agrícolas de Cascavel entregam reivindicações do setor a Ratinho Jr

Ratinho conheceu um pouco mais sobre o setor agropecuário de Cascavel e recebeu uma pauta de reivindicações e sugestões do segmento para alavancar o crescimento da cidade e do campo

Clic Paraná
Pedro de Brito Sarolli

Presidente do Sindicato Rural de Cascavel, Paulo Roberto Orso e deputado Ratinho Junior

O deputado estadual e pré-candidato ao Governo do Paraná, Ratinho Jr (PSD), visitou o Sindicato Rural de Cascavel nesta quinta-feira (1). Acompanhado do vice-prefeito de Cascavel, Jorge Lange (PSD), Ratinho conheceu um pouco mais sobre o setor agropecuário de Cascavel e recebeu uma pauta de reivindicações e sugestões do segmento para alavancar o crescimento da cidade e do campo. Aproximadamente 40 pessoas participaram do encontro.

Quem conduziu a reunião foi o presidente do Sindicato Rural de Cascavel, Paulo Roberto Orso. Ele fez uma apresentação da conjuntura socioeconômica da agropecuária municipal, apresentando dados como os tamanhos das propriedades, as dificuldades, número da população que ainda mora no campo entre outras informações. “É importante criarmos esse canal de comunicação com o governo. Foi uma oportunidade de mostrarmos a nossa realidade e pedirmos melhorias”, avaliou Orso.

Em plena elaboração do seu plano de governo, Ratinho Jr agradeceu a oportunidade e disse que veio para ouvir e aprender. Segundo ele, o grande problema do mundo hoje é a produção de alimentos. Especialista no assunto, o Brasil e principalmente o Paraná precisam ter apoio do Poder Público para avançar cada vez mais nesse nicho. “Infelizmente hoje o Poder Público muitas vezes atrapalha. Nós queremos dar condições para alavancar a nossa economia, com a modernização da gestão pública e o incentivo aos investimentos. Precisamos aproveitar nosso potencial agrícola, pois afinal o Paraná é o maior produtor de alimentos por metro quadrado do mundo”, declarou.

Ratinho citou algumas das possíveis ações planejadas se assumir o governo, como construir uma nova licitação ao pedágio e internacionalizá-la, evitando amarras e conchavos locais; trocar investimentos privados por descontos em ICMS; tirar os impostos de quem produz sua própria energia, como a fotovoltaica entre outras.

Reivindicações

Ratinho Jr recebeu uma pauta de reivindicações das entidades do agronegócio de Cascavel, assinada conjuntamente pelas por: Secretaria Municipal de Agricultura de Cascavel, Comder (Conselho de Desenvolvimento Rural de Cascavel), CSA (Conselho de Sanidade Agropecuária de Cascavel), SRO (Sociedade Rural do Oeste do Paraná), Areac (Associação Regional dos Engenheiros Agrônomos de Cascavel), Sociedade Paranaense de Medicina Veterinária- Núcleo Cascavel, Abeag (Associação Brasileira de Engenharia Agrícola) e Apepa (Associação Paranaense de Planejamento Agropecuário).

Os pedidos feitos foram divididos em três grandes eixos: infraestrutura, estímulo à produção agropecuária e política e gestão. Com relação à infraestrutura, foi solicitada a melhoria na logística da região (ferrovias, aeroportos e rodovias); avanços para garantir a comunicação na área rural e o repasse de recursos para investimentos e melhorias na infraestrutura rural, como por exemplo pavimentação, pavimentação asfáltica, aquisição de maquinários e transformação de alguns trechos em rodovias estaduais.

Quanto ao fomento, as entidades pleitearam a criação de políticas públicas de Estado para as cadeias produtivas; incentivo à produção energia limpa, como a energia solar, com diminuição de impostos sobre os equipamentos e a garantia e consequentemente manutenção do Paraná como área livre de febre aftosa sem vacinação.

Na parte política e de gestão, o documento entregue a Ratinho Jr continha as seguintes reivindicações e sugestões: disponibilização de maior número de veículos e contingente de policiais, entre outras medidas, para aumentar a segurança na área rural; instalação de câmeras de monitoramento em distritos entre outras ações; fortalecimento dos CSAs (Conselhos Municipais de Sanidade Agropecuária); otimização do programa estadual de subvenção do seguro agrícola; restituição de crédito de ICMS aos produtores e a não renovação dos contratos com as concessionárias responsáveis por administrar a BR-277, ou seja, a não renovação do pedágio. “Queremos uma nova licitação”, frisou Orso.

Presenças

Além de diretores e associados do sindicato, também estiveram presentes as seguintes autoridades: vereador Parra (PMDB); o secretário de Agricultura de Cascavel, Agassiz Linhares Neto; o presidente da Areac, Francisco Justo; o presidente da Apepa e do Comder, Daniel Galafassi; presidente da Abeag, Valmor Pietsch e o presidente da SRO, Adani Triches.
 

Notícias Relacionadas »
Comentários »
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...