16/09/2022 às 11h47min - Atualizada em 16/09/2022 às 12h20min

Motoristas podem ser multados em caso de película com bolhas

Uma nova determinação estabelecida por lei considera que bolhas na película automotiva, insulfilm, comprometem a visibilidade do condutor sendo considerada então uma infração de trânsito com penalidade de multa.

DINO
https://doutormultas.com.br/insulfilm-com-bolha-da-multa/


Foi publicado no Diário Nacional da União a nova resolução que instituiu no Código de Trânsito Brasileiro determinações sobre os requisitos de segurança sobre a visibilidade dos vidros dos veículos. As determinações sobre a porcentagem das películas escurecedoras continuaram as mesmas, pelo menos 75% de transparência no para-brisa, 70% nos vidros laterais dianteiros e até 28% nos demais vidros.

A novidade é que foi vetado o uso de películas que apresentarem bolhas, pois isso foi considerado como um fator de comprometimento da visibilidade do motorista e agora se tornou uma infração de trânsito, que incorre em multa e pontuação na CNH.

“A multa por circular com o veículo que possui insulfilm apresentando bolhas é considerada infração grave”, afirmou Gustavo Fonseca, CEO/diretor/fundador da Doutor Multas, site especializado em direito de trânsito do Brasil. A multa tem o valor de R$ 195,23, acrescenta 5 pontos na CNH, além de ser obrigatória a remoção da película no mesmo momento. “Essa multa é a mesma aplicada quando o motorista não respeita a porcentagem de escurecimento e coloca um insulfilm muito escuro”, destacou Gustavo, que ainda observou que não interessa se a porcentagem do escurecimento da película estiver dentro da lei, se apresentar bolhas, será considerado infração.

A visibilidade comprometida na direção é um dos fatores que mais afetam o acontecimento de acidentes de trânsito, por isso existem leis que regulamentam tudo o que possa interferir nessa visibilidade, objetivando promover maior segurança no trânsito, preservando vidas e reduzindo os índices de acidentes.

O Insulfilm, ou seja, a película automotiva surgiu como um item que proporciona não só mais segurança e comodidade, mas também protege de raios UV e podem diminuir o calor no interior do veículo dependendo do tipo de película. “Se obedecer às regras impostas por lei, o proprietário não terá nenhum problema”, complementou Gustavo.

A aplicação de películas de vidro automotivas deve ser realizada por profissionais qualificados e treinados para isso. Fazer a colocação numa oficina especializada garantirá a segurança e irá assegurar a garantia do produto, como no caso do aparecimento de bolhas.

Essas bolhas de ar que podem aparecer após a aplicação da película geralmente acontecem porque o tempo de secagem e cura da película é em cerca de 30 dias, que pode estender para 45 dias dependendo do tipo da película e das condições climáticas.

Em grande parte dos casos em que há o aparecimento de bolhas isso se dá pela má aplicação durante a instalação, por isso é muito importante contratar um profissional qualificado, pois existem técnicas e maneiras de fazer a aplicação corretamente.

Dependendo do caso e da quantidade de bolhas existentes após a aplicação a solução acaba sendo remover a película por completo e realizar uma nova aplicação. Alguns especialistas dizem que você mesmo pode tentar realizar o reparo, mas isso poderá acabar com a garantia do serviço prestado, portanto a melhor solução é procurar pelos profissionais que realizaram o serviço antes de tentar qualquer coisa.

“Em caso de multa por estar circulando com o insulfilm com bolhas o prazo para recorrer é de 30 dias após a autuação”, finalizou o CEO/diretor/fundador do Doutor Multas.




Website: https://doutormultas.com.br/insulfilm-com-bolha-da-multa/
Notícias Relacionadas »
Comentários »