14/09/2022 às 12h31min - Atualizada em 14/09/2022 às 13h20min

Móveis planejados otimizam o uso de espaços compactos

Com a diminuição da área dos imóveis na última década, além do advento do home-office como parte da rotina profissional, móveis planejados buscam atender a demanda de clientes, além de promover sustentabilidade

DINO


Muita gente almeja ter um imóvel decorado e estilizado de acordo com suas preferências, mas nem sempre encontra opções que contemplem seus gostos ou especificidades do imóvel em que residem. O crescimento e consolidação do e-commerce nos últimos anos ampliou o leque de consumo de móveis e itens decorativos que compõem o ambiente doméstico, o que pode ser uma solução para quem deseja personalizar seu lar. Mas outros fatores indicam que adaptar o interior dos imóveis pode ser crucial para o conforto dos moradores.

De acordo com um estudo do Secovi-SP (Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis do Estado de São Paulo), o tamanho médio dos apartamentos na cidade de São Paulo diminuiu em 27% na última década, tendo a área média caindo de 40 a 33,2 m². Isso significa uma nova perspectiva em relação ao design e proporção do mobiliário doméstico, que pode ser adaptado a partir de um planejamento exclusivo para cada imóvel e preferência do residente.

Além do fator do tamanho dos imóveis, outro ponto a ser levado em consideração quando se fala sobre planejamento do ambiente doméstico é o home office. Com a presença cada vez mais contínua das pessoas na própria casa, áreas como escritórios, ateliês, oficinas, tiveram que se adaptar à demanda dos diversos tipos de profissionais. Segundo o relatório do primeiro semestre de 2021 da Abimóvel (Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário), o crescimento da indústria de móveis foi de 31,7% e muito disso se deve ao aumento da demanda por móveis planejados.

Priscila Prieto, CEO da Prieto Móveis, afirma que itens planejados suprem necessidades específicas de cada local: “Por conta dos espaços compactos, é possível fazer do móvel planejado um móvel funcional, personalizado com total aproveitamento do espaço. São muito usados para cozinhas, dormitórios, banheiros e escritórios, sendo versáteis para o ambiente”, diz.

A empresária reforça que, visando o aproveitamento de espaço, é indispensável um móvel de qualidade, com matéria 100% MDF, de preferência com chapa de 18 mm e fundo de 9 mm. "Com o interno de 18 mm é possível usar o parafuso maior, aumentando a durabilidade e qualidade do móvel”.

Por fim, outro ponto a ser levado em consideração é a sustentabilidade e a durabilidade. Para Priscila, móveis planejados são feitos com o intuito de aproveitar o máximo da matéria-prima, sem desperdiçar material, o que pode ser prejudicial para o meio ambiente, além de impactar no preço final do produto. 

Notícias Relacionadas »
Comentários »