12/09/2022 às 22h17min - Atualizada em 13/09/2022 às 04h20min

Pesquisa da Diligent revela grandes lacunas em como a diversidade é definida e representada em conselhos corporativos a nível global

Relatório inaugural comprova que o gênero é a única característica de diversidade comum nos conselhos administrativos do mundo inteiro; raça, etnia, idade e representação LGBTQ+ ficam lamentavelmente para trás

DINO


Embora tenha havido progresso na promoção da diversidade de gênero em conselhos corporativos, ainda há grandes lacunas em como a diversidade é definida e representada nestes conselhos em todo o mundo, de acordo com a Diligent, a líder global em governança moderna que oferece soluções SaaS em governança, risco, conformidade e ESG. De fato, uma nova pesquisa revelada hoje, 12 de setembro de 2022, no Modern Governance Summit demonstra que a diversidade em salas de reuniões por raça, etnia, idade e representação LGBTQ+ fica significativamente para trás da diversidade de gênero no mundo inteiro.

O relatório inaugural Board Diversity Gaps: The Global Modern Leadership Report é a primeira análise global de várias dimensões importantes da diversidade nas salas de reuniões, incluindo gênero, raça/etnia e nacionalidade, conjunto de capacidades e representação LGBTQ+. Produzido pela Diligent, em colaboração com 22 empresas parceiras do mundo inteiro, o relatório oferece uma visão holística inédita sobre a progressão da diversidade e inclusão em conselhos corporativos públicos e privados do mundo todo.

“A diversidade aumentou a agenda dos conselhosàmedida que as empresas enfrentam cada vez mais pressão para melhor refletir a diversidade em suas bases de clientes e comunidades, mas o progresso tem sido lento e ainda há muitas lacunas quando se trata de informar sobre raça, etnia e representação LGBTQ+ nos conselhos”, disse Lisa Edwards, presidente e diretora de operações da Diligent e diretora do conselho administrativo na Colgate-Palmolive. “Este relatório oferece informações novas e essenciais sobre como as salas de reuniões do mundo inteiro progridem em relação às metas de diversidade e onde ainda há muito trabalho a ser feito.”

Entre as principais descobertas do Modern Leadership Report:

  • Diversidade por nacionalidade, raça e etnia da diretoria fica atrás da diversidade de gênero a nível global, sendo que a maioria dos países analisados não divulga a etnia de nenhum dos diretores do conselho. O percentual de diretores do S&P 500 de grupos raciais/étnicos sub-representados é de apenas 22% e não aumentou desde 2021. Enquanto isso, os percentuais para os conselhos da Fortune 100 e 500 são de 17,5% e 20,6% respectivamente a partir de 2020, e 24% para o Russell 3000 em junho de 2022.
  • As nomeações dos diretores estão bem longe da paridade de gênero. Somente 36% das nomeações de diretores até maio de 2022 foram mulheres, em consonância com a média de todo o ano de 2021. Diretoras mulheres atualmente ocupam aproximadamente 27% dos cargos no conselho de empresas públicas, acima dos 26% em 2021 e um aumento de quatro pontos percentuais em relação a 2019.
  • As diretoras tendem a ser mais jovens do que seus colegas homens e têm mandatos mais curtos. A idade média entre as diretoras é cerca de quatro anos mais jovem do que a dos homens, com 60 e 63,5 anos, respectivamente. As diretoras também têm mandatos mais curtos do que seus colegas homens, com 4,7 anos em comparação com 7,6.
  • A questão da representação LGBTQ+ fica significativamente atrás de outros elementos da diversidade da sala de reunião do conselho, com os EUA sendo a única região analisada que oferece estes dados. Os membros da comunidade LGBTQ+ ocupam apenas 0,5% dos assentos do conselho na Fortune 500.
  • Novos tipos de especialização estão sendo adicionadosàsala de reunião do conselho, com 35% dos diretores de conselhos recentemente nomeados trazendo conhecimentos em áreas como tecnologia, marketing, vendas, RH, ESG e jurídica em 2022.
  • Ainda persistem os conselhos exclusivamente masculinos em empresas privadas. Em uma análise de 228 empresas privadas em estágio de crescimento, a Diligent descobriu que 58% têm conselhos exclusivamente masculinos, quando comparadas com apenas 6% das empresas de capital aberto. As mulheres ocupam aproximadamente 11% dos cargos de diretoria nessas empresas privadas, em comparação com 27% nas empresas públicas.

“A imagem global da diversidade da sala de reunião do conselho hoje é variada e cheia de lacunas, mas o que fica extremamente claro é que a diversidade de gênero é o foco principal dos conselhos no mundo todo. A diversidade do conselho em relaçãoàraça, etnia, idade e representação LGBTQ+ fica lamentavelmente para trás”, disse Dottie Schindlinger, diretora executiva do Diligent Institute. “Ao entender melhor o estado da diversidade das salas de reuniões do mundo inteiro, é possível aumentar as chances de que as oportunidades de liderança corporativa sejam disponibilizadas para grupos sub-representados.”

Como muitas empresas nos últimos anos, a Diligent fez esforços conjuntos para entender e defender melhor a diversidade na sala do conselho. Em 2020, a Diligent lançou o Modern Leadership, uma iniciativa para fornecer aos conselhos e líderes executivos as pesquisas, informações, parcerias e tecnologia de que precisam para catalisar ainda mais a diversidade em suas empresas. Isso inclui a Diligent Director Network — a maior e mais diversificada comunidade global de executivos prontos para o conselho.

Leia o relatório completo aqui: https://www.diligent.com/board-diversity-gaps/

Sobre o relatório

O Modern Leadership Report é de autoria do Diligent Institute, o braço de pesquisa e grupo de reflexão da Diligent. Utilizando uma combinação de dados quantitativos de registros das empresas, pesquisas com membros do conselho corporativo, informações de profissionais e entrevistas com diretores, o relatório pretende oferecer uma história mais holística sobre a progressão da diversidade e inclusão em empresas públicas e privadas do mundo inteiro nos Estados Unidos, América Latina, Europa, Ásia e Austrália.

O relatório inclui contribuições de vinte e duas organizações parceiras externas, incluindo a Alliance for Board Diversity (ABD), Ascend, Better Boards Initiative, BoardReady, The Center of Excellence for Sustainable Environment and Social Inclusion (COE-SESI), Corporate Board Member, Califórnia Partners Project, a Director Diversity Initiative da University of North Carolina, o ESADE Center for Corporate Governance, European Women on Boards, Hawkamah, Human Resource Governance Leaders (HRGL), INCAE, o Institute of Directors in India, o Institut Luxembourgeois des Administrateurs (ILA) ), a Latino Corporate Directors Association (LCDA), a Out Leadership e a OutQUORUM Initiative for LGBTQ+ Board Diversity, Spencer Stuart, a Universidade de Lagos, WTW e Women Business Collaborative. A unidade de negócios Diligent ESG também fez parceria no relatório, fornecendo dados e comentários.

Sobre a Diligent

A Diligent é a empresa líder em governança moderna, que oferece soluções de SaaS em governança, risco, conformidade e ESG. Ao servir a mais de 1 milhão de usuários de mais de 25.000 clientes no mundo inteiro, capacitamos líderes transformacionais com tecnologia, percepções e confiança para gerar maior impacto e liderar com propósito. Saiba mais em diligent.com.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.


Contato:

Mídia

Julia Hanbury

Gerente sênior de Comunicações, Diligent

+1-604-669-4225

Jhanbury@diligent.com


Fonte: BUSINESS WIRE
Notícias Relacionadas »
Comentários »